O que é feminismo? Conheça mais sobre o movimento feminista

Alguns dizem que o feminismo é um movimento político, mas não só é só isso, ele também representa uma manifestação filosófica e social, que tem o objetivo de lutar pelos direitos igualitários entre mulheres e homens.

Ao contrário do que muitos pensam, o feminismo não dissemina o ódio ou “a dominação das mulheres sobre os homens”. O movimento busca construir condições de igualdade entre os gêneros.

O principal objetivo do feminismo é mostrar que nenhum gênero é superior ao outro.

Breve história do Feminismo

Há algum tempo, as mulheres não eram inseridas em nenhum papel importante na sociedade, mas essa história não é tão antiga assim como muitos pensam. Até o século 19, as mulheres não podiam sequer ler, escrever e estudar –  imagine outras coisas como votar ou opinar!

As mulheres ficavam restritas aos afazeres domésticos e à criação dos filhos, pois, desde criança, eram ensinadas a isso e não podiam trabalhar fora.

Desde o século 13, algumas escritoras mencionavam, em algumas obras, as dificuldades em ser mulher – como foi o caso da primeira mulher escritora “Christine de Pisan”, que escreveu ” A cidade das mulheres”. Ela defendia que “as mulheres são constantemente apresentadas de modo preconceituoso e sem motivo justo”.

Mas, foi no século 19 que a escritora francesa Olympe de Gouges, com o texto “Declaração dos Direitos da Mulher e da Cidadã”, causou um verdadeiro alvoroço na sociedade, pois confrontava o livro ” Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão”, criado para a Revolução Francesa e que só enfatizava o direito do sexo masculino.

A escritora queria fazer um alerta a todas as autoridades sobre a necessidade da igualdade de direitos entre homens e mulheres, para uma sociedade mais humanitária.

Olympe de Gouges foi considerada uma revolucionária e, por esse motivo, foi executada em Paris, no dia 3 de Novembro de 1793. No entanto, a sua morte não foi em vão. A partir daí, inúmeros movimentos feministas iniciaram em todos os cantos do mundo.

Ainda no século 19, na Revolução Industrial, as mulheres começam a fazer parte da economia mundial, trabalhando nas indústrias.

Em alguns países, essas conquistas iniciaram somente no século XX e, desde então, não param de crescer. Hoje, as mulheres lutam cada vez mais pelos seus direitos e já ocupam grandes posições no mercado de trabalho.

O que o feminismo defende?

O movimento feminista defende a igualdade de direito entre homens e mulheres. Para simplificar, seguem alguns exemplos:

  • Mulheres que exercem a mesma função profissional do que os homens devem receber o mesmo salário;
  • Obrigações, como cuidar da casa, preparar as refeições e educar os filhos, devem ser responsabilidade de ambos (homem e mulher) e não somente da mulher;
  • Mulheres não devem ser tratadas como propriedades ou objetos sexuais. Portanto, não podem ser agredidas fisicamente ou verbalmente;
  • Direito ao aumento da participação da mulher na vida política;
  • O Gênero não deve impedir que uma pessoa exerça um cargo importante, seja em uma empresa, seja em qualquer instituição.

Principais pensadoras do movimento feminista

Ao longo da luta pelos direitos iguais entre homens e mulheres,inúmeras feministas marcaram a história.

Elas foram escritoras, jornalistas, políticas ou simples trabalhadoras que não se conformaram com a dificuldade em “ser mulher”, em tempos que não se podia viver dignamente.

O movimento feminista é mundial, por isso existem ícones em todos os cantos, alguns dos seus principais são:

  • Christine de Pisan (1364-1429);
  • Olympe de Gouges (1748 – 1793);
  • Elisa Lamonnier (1805- 1865);
  • Susan Brownel (1820 – 1906);
  • Judith Butler (1956);
  • Rose Mary Muraro (1930 – 2014).

No Brasil, as seguintes mulheres que lutaram pelos direitos iguais e marcaram época foram:

  • Celina Guimarães Viana – primeira mulher a votar no Brasil, em 1927, na cidade de Mossoró – RN;
  • Dionisia Gonçalves – a escritora do Rio Grande do Norte foi a pioneira do feminismo no Brasil;
  • Carlota Pereira de Queiróz – tornou-se a primeira deputada do Brasil, em 1933.

O feminismo é um movimento de direita ou de esquerda?

A história mostra que o feminismo é um movimento de lutas, no qual as mulheres resistem sobre a forma como a sociedade aplica suas funções às mulheres.

Quando se fala em buscar mudanças nos aspectos políticos, econômicos e sociais, o feminismo está para a esquerda.

Então, o feminismo é um movimento de esquerda? Depende. Nos EUA, as feministas são liberais e conservadoras, ligadas ao pensamento de direita. Entretanto, no Brasil e nos países da América Latina, o feminismo chegou por meio dos grupos de esquerda.

O fato é que o movimento feminista iniciou com uma excelente proposta: o de reduzir o abismo entre as diferenças sociais entre os homens e mulheres e garantir uma sociedade mais justa para todos.