Bolsa de Estudos para o Exterior – Programas, Como conseguir Grátis?

Bolsa de estudo para o exterior é um benefício oferecido a estudantes de graduação e pós-graduação, com foco em intercâmbio. O aluno passa um período em universidades do exterior, adquire conhecimentos específicos e ainda aprimora suashabilidades em idiomas estrangeiros -tudo isso sem ter gasto algum ou poucas despesas.

Esse é um tipo de benefício que tem como foco o investimento em jovens talentos, oferecendo-lhes a oportunidade de obter conhecimentos diferenciados para que se tornem profissionais mais completos e com maior competitividade no mercado. Já falamos sobre bolsas para graduação em faculdades brasileiras aqui, caso interessar.

Bolsa de estudos no exterior – Como funciona?

Bolsas de estudo para o exterior são oferecidas para cursos de graduação e pós-graduação, como MBA, especialização, mestrado e doutorado. Há, ainda, versões para professores de línguas, opções que têm como foco o aprimoramento desses profissionais.

As bolsas de estudo são parciais e integrais. De modo geral, o bolsista não tem gastos com passagem, curso e moradia (reside em alojamento na universidade).

Para alimentação, transporte e eventuais despesas com os estudos, um valor mensal é disponibilizado ao aluno, ajudando-o a manter-se no país durante sua estadia. Um detalhe importante: o montante é pago somente uma vez ao mês. Cabe ao aluno administrar o dinheiro para garantir que dure até o próximo período de pagamento.

Como conseguir bolsa de estudo para o exterior

A principal forma de conseguir uma bolsa de estudos é por meio de programas especiais realizados pelo governo federal, inclusive por instituições de ensino ou entidades filantrópicas que trabalham com esse tipo de benefício.

Cada universidade ou entidade tem um processo seletivo diferente, com exigências específicas. Muitas vezes, são feitas análises do desempenho acadêmico do candidato e entrevistas.

No entanto, geralmente os interessados no benefício precisam cumprir alguns pré-requisitos como:

  • Estar matriculado em um curso de formação (graduação ou pós-graduação) e a instituição de ensino deve ter parceria/vínculo com o programa de bolsas;
  • Ter excelente desempenho acadêmico, no caso da graduação;
  • Atuar com projeto de pesquisa que justifique o intercâmbio em outro país (para alunos de mestrado e doutorado);
  • Possuir passaporte válido, com vencimento em 6 meses, no mínimo;
  • Ter domínio do idioma oficial do país escolhido para intercâmbio. Em alguns países, como Holanda e Alemanha, ter conhecimento em inglês é suficiente.

programas sociais para bolsas de estudo

Programas e instituições que oferecem bolsas de estudos no exterior

1. Ciência sem Fronteiras

Trata-se de um programa do governo federal, voltado a alunos da graduação e pós-graduação, com foco nas áreas de ciências exatas, biologia, biomedicina e saúde e tecnologia da informação.

O governo federal oferece mais de 100 mil bolsas integrais, sendo que para concorrer a uma é preciso ficar de olho no site oficial do programa, no endereço http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/, onde são postadas as informações sobre novos processos seletivos, bem como detalhes sobre inscrições.

2. CAPES e CNPq

CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) são dois órgãos governamentais do MEC (Ministério da Educação).

Uma de suas funções é oferecer apoio a estudantes de pós-graduação stricto sensu (mestrado, doutorado e pós-doutorado), sendo que esse suporte é feito, entre outras opções, por meio de bolsas de estudo.

Esses benefícios financiam a passagem do estudante e pagam o curso. Além disso, também é concedido um valor mensal para que o aluno consiga manter-se no país durante o intercâmbio.

Para concorrer a uma bolsa, o aluno deve apresentar ao órgão seu projeto de pesquisa, para justificar o intercâmbio. Tais informações são avaliadas e o resultado é divulgado pelo órgão após análise.

3. Santander Universidades

Programa de bolsas de estudo integrais do Banco Santander, voltado ao intercâmbio em países como China, Espanha e Portugal. Para concorrer ao benefício, o aluno, especialmente o da graduação, tem de estar matriculado regularmente em universidades conveniadas.

4. Chevening

O Chevening é um programa de bolsas de estudo oferecido pelo governo do Reino Unido a quem deseja fazer mestrado numa das universidades da Grã-Bretanha.

Os candidatos a bolsa devem ter domínio de inglês, comprovado com IELTS, além de diploma de graduação. O processo seletivo é extenso, mas as bolsas são integraise com boas oportunidades para alunos interessados em desenvolver melhor a sua carreira.

5. Fullbright

O Fullbright é um programa do governo dos Estados Unidos destinado a alunos da graduação, pesquisadores e professores. As bolsas são integrais e o processo seletivo para obtê-las tem diversas fases, com entrevistas presenciais, por Internet e telefone.