Bombeiro Civil: Formação, salário e mercado de trabalho.

Há quem pense que ser bombeiro civil é trabalhar apagando incêndios, somente. É aí que está o engano: trata-se de uma profissão que vai além, prestando outros serviços na área de segurança.

Conheça, a seguir, tudo o que faz um bombeiro civil, bem como informações importantes para quem deseja se tornar um profissional da área e se especializar.

O que faz um bombeiro civil?

Bombeiro Civil: Formação, salário e mercado de trabalho.

O bombeiro civil é um profissional de SCI (Segurança Contra Incêndio), sendo responsável por prevenir e combater incêndios em instituições públicas ou privadas, assim como atender emergências, preservando vidas, meio ambiente e patrimônio.

Para atingir esses fins, o bombeiro atua na elaboração de projetos de segurança e vistoria de construções públicas e particulares, garantindo que tenham um sistema contra incêndio efetivo.

O profissional verifica se as edificações cumprem pré-requisitos básicos de segurança, como ter extintores, hidrante, chuveiros automáticos, alarmes e sistema de controle de fumaça, por exemplo, inclusive se tais equipamentos funcionam.

Se identificar irregulares, o bombeiro civil pode indicar formas de correção e relatar os problemas para autoridades, o que pode gerar pagamento de multas à empresa ou órgão público, inclusive suspender as atividades do local.

Além de atuar em prevenção e combate ao incêndio em edificações, o profissional também trabalha em eventos públicos e privados, desenvolvendo e executando projetos específicos para essas ocasiões.

Ademais, o bombeiro civil treina equipes de empresas, sobretudo indústrias, em brigadas de incêndio, para que saibam atuar em situações de emergência, evitando complicações.

Como funciona a formação para ser bombeiro civil

A única forma de se tornar bombeiro civil é realizando um curso específico para esse fim, que costuma ser oferecido pelo próprio Corpo de Bombeiros do município ou por instituições privadas (por exemplo, o SENAC).

Um detalhe importante: se o curso for feito em uma escola particular, é essencial que ela seja credenciada pelo Corpo de Bombeiros e tenha plano alinhado com a portaria CCB 008/600/14, que regula centros de formação e seus instrutores.

Se a escola não cumprir esses requisitos, o aluno dificilmente conseguirá emprego como bombeiro civil, já que tais detalhes são considerados obrigatórios para entrar no mercado de trabalho, demonstrando que o profissional conhece normas internas criadas e estabelecidas pelo Corpo de Bombeiros.

Outros detalhes sobre o curso são que ele deve cumprir uma carga horária específica de 210 horas, que é dividida em dois módulos: 94 horas de aula teórica e 116 de aula prática.

Para ser aprovado, o aluno tem de atingir um aproveitamento de 80%, no mínimo, após a conclusão do curso. Periodicamente, o profissional deve renovar o treinamento realizado, para se manter atualizado.

Área de atuação do bombeiro civil

O bombeiro civil possui um campo de atuação um pouco restrito, contando com a possibilidade de trabalhar em instituições públicas e privadas, especificamente em:

  1. Corpo de Bombeiros do município;
  2. Indústrias e empresas de logística, mineração e navais, especialmente no setor de recursos humanos ou de segurança do trabalho, para evitar acidentes;
  3. Prestadoras de serviços de segurança do trabalho e vistoria de empresas, para cumprimento de normas do Corpo de Bombeiros.

É possível trabalhar como bombeiro civil autônomo?

Sim, o bombeiro civil pode atuar como autônomo, mas somente em empresas privadas, como prestador de serviços. Também existe a possibilidade de trabalhar em empresas de eventos de forma autônoma, especificamente no desenvolvimento de projetos de prevenção de incêndio.

Mercado de trabalho para o bombeiro civil

Bombeiro Civil: Formação, salário e mercado de trabalho.

O mercado de trabalho é mais aquecido no segmento privado, sendo que as empresas que mais contratam profissionais da área, ou seja, que têm maior demanda, são as indústrias.

É possível conquistar vagas em indústrias de construção civil, mecânica, metalurgia, química, mineração, entre outras com atividades com maior risco de acidentes.

Como as empresas tendem a terceirizar esse tipo de atividade, o bombeiro civil também encontra com relativa facilidade oportunidades em prestadoras de serviços de segurança do trabalho.

Salário do bombeiro civil

A remuneração inicial do bombeiro civil é de cerca de R$1600,00, podendo ultrapassar R$4 mil, dependendo do tempo de experiência do profissional ou do porte da empresa em que ele trabalha.

É interessante mencionar que é importante que o profissional se mantenha atualizado e faça cursos de especialização, o que ajudará a aumentar as chances de conquistar um melhor emprego, com salário e benefícios mais atrativos.