CDB (Certificado de Depósito Bancário) – O que é? Como investir?

O investimento pode ser uma das alternativas mais assertivas para quem busca rentabilizar o seu capital, mas, quando se pensa em investimento, logo bate a dúvida de como e onde investir. Qual será a melhor maneira para fazê-lo? Quais os riscos que se corre com os investimentos? Bom, antes de tudo, é importante lembrar que investir deve ser uma decisão tomada com calma e após muita pesquisa e muito estudo a respeito dos riscos e das taxas de juros, entre outros fatores.

Vamos falar sobre o CDB, que é o Certificado de Depósito Bancário, uma das formas de investir mais conhecidas dos brasileiros.

CDB como funciona

CDB – Como investir?

Antes de irmos direto ao assunto e saber como investir, vamos entender o que é o CDB.

Como já dito, CDB é a sigla de Certificado de Depósito Bancário, trata-se de um tipo de investimento tributado por IR e IOF. O CDB é como um empréstimo que uma pessoa ou empresa, denominado investidor, faz ao banco. Nesse processo, a instituição bancária paga juros ao valor emprestado, como remuneração, sendo que as taxas são baseadas em indexadores, como o CDI e o IPCA.

O CDB tem como objetivo fornecer recursos para os bancos, funcionando, basicamente, assim: o investidor empresta certa quantia ao banco, recebendo uma remuneração por isso. O banco repassa esse valor para outros clientes por meio de empréstimos, mas com taxas bem mais elevadas, e é assim que o banco lucra com os tramites.

Esse empréstimo do banco pode ser para pessoa física ou jurídica, e essa diferença entre custo de captação (compreende o processo todo até o empréstimo para uma terceira pessoa) é chamada de “read bancário”.

Por isso, investir no CDB não é difícil, basta pedir orientações ao gerente do seu banco e entender como funciona esse processo todo.

Como funciona?

Para saber se vale a pena mesmo investir no CDB, é preciso entender funcionamento, cálculo e taxas. O Certificado de Depósito Bancário pode ser prefixado ou pós-fixado, sendo mais utilizado o método pós-fixado, pois nele a remuneração corresponde a um percentual do CDI (Certificado de Depósito Interbancário), em média, 12,13% ao ano – com tendência de baixa.

A rentabilidade do CDB modifica de acordo com o valor aplicado e prazo de vencimento do investimento, logo, infere-se que quanto maior a quantia investida e maior o prazo de aplicação maior será a taxa de rentabilidade.

Por isso, antes de investir no CDB, é preciso analisar vários critérios, desde o imposto de renda, a liquidez e a rentabilidade do CDI. Antes de aplicar o seu dinheiro, é sempre bom pesquisar com calma sobre o banco que se pretende investir – um fator que deve ser bem avaliado, pois os bancos maiores pagam menos, afinal eles não necessitam tanto de captação de recursos; já os bancos menores podem pagar melhor, devido à necessidade de captação, o que pode ser mais vantajoso para o investidor.

No entanto, deve-se, ainda, avaliar as condições que esse banco oferece. Caso seja menos de 95% do valor do CDI, não compensa o investimento – mas, aí cada caso deve ser avaliado em particular, para saber qual é o melhor banco ou a melhor forma de se investir.

cdb como investir

Vale a pena?

Depois de pesquisar sobre os principais tipos de investimentos e, em especial, o Certificado de Depósito Bancário, será preciso avaliar todas as vantagens e desvantagens que possam existir. Se vai valer a pena ou não,você só poderá dizer depois de avaliar as taxas, a rentabilidade e a instituição financeira que fará esse empréstimo, bem como o valor que você tem disponível para o investimento.

Ele é ainda uma das melhores formas de fazer com que o seu dinheiro aumente e dê um destino certo a ele, mas lembre-se de que as taxas podem variar de um banco para outro e, principalmente, de um mês para outro.

Por isso, pesquise com calma todas essas informações e faça aplicações quando realmente se sentir seguro para fazê-lo. O seu dinheiro precisa estar bem investido, para que você fique tranquilo sobre a rentabilidade dele.