Consórcio Fiat: Como funciona? Vale a pena? Como fazer?

Pensando em comprar uma motocicleta ou carro, mas não consegue um financiamento tradicional? O consórcio Fiat é uma ótima alternativa! Conheça, aqui, mais sobre ele, se vale a pena e como fazê-lo!

O que é um consórcio

O consórcio é uma modalidade de compra de um bem, por exemplo um automóvel. Ele consiste na formação de um grupo de pessoas físicas e/ou jurídicas, que todo mês pagam uma parcela, com o objetivo de formar fundos para viabilizar a compra.

Mensalmente, um integrante desse grupo é sorteado e contemplado com o direito de utilizar o crédito acumulado para efetuar a compra do automóvel. Esse sorteio, inclusive, é feito pela Loteria Federal.

Todo o dinheiro acumulado durante o consórcio e demais procedimentos inerentes a essa modalidade de compra são gerenciados por uma administradora, que é fiscalizada pelo Banco Central do Brasil.

Como funciona o consórcio Fiat

Consórcio Fiat: Como funciona? Vale a pena? Como fazer?

A administradora do consórcio Fiat forma um grupo com pessoas interessadas em adquirir um veículo específico da marca. Depois, é iniciada a cobrança mensal de parcelas fixas, que são compostas por:

  1. Valor do bem a ser adquirido, dividido pelo número de meses de duração do consórcio;
  2. Fundo comum, utilizado para distribuição de créditos;
  3. Fundo de reserva, que é destinado a cobrir insuficiência de caixa e despesas administrativas e operacionais;
  4. Taxa de administração;
  5. Seguro de vida e proteção financeira, que cobrem saldo devedor em caso de morte, invalidez e desemprego.

Quando o grupo estiver fechado, são iniciados os sorteios mensais, e quem for contemplado pode utilizar o saldo acumulado para realizar a compra do veículo.

O sorteio não é a única forma de contemplação: os integrantes do grupo também podem ter direito de compra se efetuarem lances, nos quais se comprometem a pagar uma quantidade maior de parcelas, caso sejam selecionados.

Vale a pena fazer o consórcio Fiat?

O consórcio Fiat é um investimento que vale a pena se seu perfil se encaixar nas seguintes características:

  1. Não tem pressa para usar o veículo, já que, para comprá-lo, é preciso ser contemplado no sorteio;
  2. Não consegue um financiamento tradicional;
  3. Quer ter uma garantia de ressarcimento em caso de desistência, já que o valor é devolvido em situações assim.

Como fazer o consórcio Fiat

Gostou da ideia de comprar um automóvel da Fiat de forma descomplicada e deseja investir nessa alternativa? A administradora do consórcio oferece somente uma forma de adesão, que é realizada diretamente em concessionárias da empresa. O procedimento é simples:

  1. Acesse https://www.fiat.com.br/concessionarias.html e encontre uma concessionária próxima a você;
  2. Compareça ao local munido de documentos pessoais, como carteira de identidade, CPF e comprovante de renda.

O representante da empresa simulará valores do consórcio e apresentará diferentes preços, de acordo com os veículos selecionados. Se estiver de acordo, leia e assine o contrato de adesão.

Para quem o consórcio Fiat é indicado

Esse é um tipo de investimento destinado para quem:

  1. Não precisa do veículo imediatamente;
  2. Procura uma alternativa eficaz de financiamento de automóveis;
  3. Prefere ter flexibilização de pagamento, com possibilidade de antecipação de parcelas;
  4. Quer ter a segurança de ressarcimento do dinheiro pago, se desistir de participar do consórcio;
  5. Tem dificuldade de separar dinheiro para poupança e comprar à vista.

Vantagens e desvantagens do consórcio Fiat

O consórcio Fiat apresenta as seguintes vantagens:

  1. Processo de contratação desburocratizado, sem necessidade de apresentar diversos documentos;
  2. Facilidade de pagamento das parcelas, com a possibilidade de acessá-las via on-line, no site oficial do consórcio Fiat;
  3. Ausência de juros. Vale lembrar que, se efetuar o pagamento após a data de vencimento, há incidência de juros e multa;
  4. Ressarcimento total do valor pago, em caso de desistência;
  5. Oportunidade de antecipação de parcelas e da compra, por meio dos lances.

Entre as desvantagens do consórcio, destaque para:

  1. Não ter data exata em que a compra ocorrerá, já que a contemplação depende do sorteio realizado pela loteria;
  2. Incidência de taxas no valor da parcela, como seguros e fundos. Em alguns casos, essas extras aumentam consideravelmente a mensalidade.

O consórcio Fiat é seguro?

Sim, trata-se de uma modalidade de compra segura. Todos os processos seguem normas estabelecidas pelo Banco Central do Brasil, que também fiscaliza as atividades do consórcio Fiat.