ENEM 2018 – Como vai funcionar, O que vai cair, Inscrição – Detalhes!

O ENEM 2018 já tem previsão para seu edital: abril de 2018. Ainda não se fala em mudanças, apenas um considerável, que está vinculada aos candidatos que solicitam isenção no pagamento da inscrição.

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é um processo de avaliação que passou a existir no Brasil no ano de 1999. Na época o ENEM tinha intenção de avaliar escolas e alunos dessa faixa dessa etapa de ensino.O pouco sucesso no início levou ao quase cancelamento. A proposta foi mudando, e mal acabaram as provas de 2017, já nos planejamos ao ENEM 2018.

Hoje o ENEM é o processo seletivo mais usado para o ingresso nas Universidades Públicas e Faculdades particulares de todo Brasil. Com uma boa nota o aluno poderá concorrer aos mais disputados cursos universitários do país.

O ENEM 2018 será menos tolerável com os candidatos que solicitaram esse ano a isenção, e não compareceram para realizar a prova. No ENEM 2018, esse participante não conseguirá novo desconto em sua inscrição.

Permanecerá os dois finais de semana como dias de prova: dois domingos consecutivos. A ideia é dar um intervalo entre as provas para ajudar no rendimento dos candidatos.

Outra mudança prevista para o ENEM 2018, é também ligada as inscrições. Alunos que se saírem bem no ENCCEJA (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos) poderão ser inscrever de forma gratuita.Para isso precisarão atingir a nota mínima, e terem a idade de 18 anos completos.

enem 2018 inscrição

O conteúdo do ENEM 2018

Não existe perspectiva de alterações no conteúdo do ENEM 2018. A estrutura da prova, inicialmente, permanece a mesma:

  • Uma redação em língua portuguesa
  • Quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões

Os assuntos das provas objetivas estão distribuídos entre os segmentos:

  • Linguagem, Códigos e suas Tecnologias
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias
  • Matemática e suas Tecnologias

O termo tecnologia faz menção aos avanços que cada área de conhecimento dessas propõe a sociedade.

A característica principal de “aplicabilidade do conhecimento” estará presente nas provas do ENEM 2018.

enem2018 o que cai

Inscrição para o ENEM 2018

Continuará sendo realizada portal do ENEM (https://enem.inep.gov.br), após a liberação do edital, o candidato poderá saber as datas de provas, valores e documentação necessária.

A documentação básica que o candidato deve ter é:

  • Registro Geral (RG)
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF)
  • Número de Identificação Social (NIS) – àqueles que buscarão isenção do valor da inscrição

Em 2017 os valores da inscrição foram de R$ 82,00. No ENEM 2018 é bem provável que continue o mesmo valor.

Depois que o candidato completa a inscrição, uma Guia de Recolhimento da União (GRU) é gerada, ele poderá pagar em agências bancárias, casas lotéricas e agências dos correios. Não será aceito inscrições cujo o pagamento aconteceu fora do prazo.

Classificação – Como funciona?

No ENEM 2018 o processo classificatório continua o mesmo. A redação é sempre o carro chefe da nota classificatória. O candidato que zerar alguma prova, já estará desclassificado.

Um histórico de notas de outros anos, dá para se ter uma ideia de notas significativas para se dar bem nas diferentes áreas. Listamos notas máximas e médias, que dão ingresso aos cursos universitários:

  • Área de ciências humanas – média 546,5 / máxima 862,1
  • Área de ciências da natureza – média 482,2 / máxima 876,4
  • Área linguagem e códigos – média 507,9 / máxima 814,2
  • Área matemática – média 473,5 / máxima 973,6
  • Uma boa nota para redação estará acima dos 900.

ENEM 2018

Redação e possíveis temas que podem cair

Como em todos os anos, o diferencial do ENEM 2018 será a redação. Ela não deve ser considerada um bicho-papão. Pelo contrário, o candidato precisa se preparar de forma a poder desenvolver o tema.

A redação é sempre contextualizada com transformações sociais, então manter-se informado e atento a tudo que acontece ao redor é uma ótima forma de preparação. Lembre-se que você não precisa ter os melhores argumentos, mas sim uma boa escrita e que esteja de acordo com o tema e proposta de texto dissertativo-argumentativo.

Uma dica já bem clichê é acompanhar notícias dos telejornais, ou canais de informação, idôneos, da internet. Manter-se atualizado dá sem dúvida vantagens.

Claro que ler bastante é outra forma de criar vocabulário, e aprender a desenvolver temas. Simular em casa textos, com temas de anos anteriores, também ajudará a ficar pronto para caprichar na redação.

Fique de olho no edital do ENEM 2018, comece a se preparar o mais cedo possível. Corra atrás do seu futuro.