Programa Jovem Aprendiz Caixa 2018 – A sua chance de emprego, saiba como concorrer!

A Caixa abre todos as anos vagas para o  Programa Adolescente Aprendiz  com o objetivo de que os adolescentes contratados recebam conhecimentos teóricos e práticos em alguma profissão. A atividade visa à inclusão social destes jovens, procedentes de famílias de baixa renda e que apresentam um bom rendimento escolar, com notas e frequência atestadas pela escola.

Podem participar jovens entre 15 anos e 17 anos completos, cuja renda familiar per capita seja de até 50% do salário mínimo. Eles devem ter como escolaridade mínima o 9º ano do Ensino Fundamental ou equivalente de um programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA). É uma ótima chance para o jovem que esteja procurando sua primeira oportunidade de emprego, em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e que atravessa um período de crise.

inscrição jovem aprendiz caixa

Como se candidatar

O programa fica aberto o ano todo e a contratação de aprendizes para atuação na Caixa ocorre por meio de parceria com entidades sem fins lucrativos. Elas são selecionadas através de chamada pública e conveniadas para essa finalidade. O número de vagas é limitado ao percentual de 5% a 15% de empregados/as por agência do banco, obedecendo a Lei de Aprendizagem federal.

No site da Caixa há um link para que os interessados procurem qual entidade é conveniada em seu estado. Após verificar o nome da instituição, basta se dirigir a sua sede portando identidade, CPF e carteira de trabalho para se inscrever e participar do processo seletivo.

As vagas são divulgadas por meio dos canais destas entidades e o candidato deve entrar em contato e preencher os requisitos estipulados por cada uma para concorrer ao Programa Jovem Aprendiz Caixa. As vagas vão sendo preenchidas de acordo com a demanda do banco estatal, após informadas a estes canais de captação.

Funções e trabalho

primeiro emprego vaga caixaOs jovens que forem selecionados no processo seletivo serão treinados em diversas funções dentro do ambiente bancário, principalmente no setor administrativo. Também aprendem alguns valores que levarão para a vida toda como ética, respeito e responsabilidade.

Uma dessas funções é o atendimento ao público, vital no trabalho cotidiano nas agências de qualquer banco. As vagas abertas para esses jovens são:

  • Escriturário;
  • Auxiliar de escritório;
  • Office boy.

O trabalho é desenvolvido através de atividades teóricas, em funções como atendimento telefônico, recepção, cadastramento, entre outras, sempre sobre supervisão de um profissional da Caixa, conforme determina a lei.

Benefícios

Em um momento de crise no mercado de trabalho, ser aprendiz pode ser uma saída. Recebendo salário e benefícios, a oportunidade fica ainda mais atraente. Veja abaixo o que o Programa Adolescente Aprendiz da Caixa oferece:

  • Remuneração de um salário mínimo integral – R$937,00 – por mês de aprendizagem;
  • Auxílio-alimentação no valor de R$ 5,00 por dia;
  • Vale-transporte;
  • Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de 2% sobre o salário;
  • Férias;

A escala de trabalho é de quatro horas diárias. Nas quatro primeiras semanas o aprendiz recebe treinamento em atividades teóricas e a partir da quinta começa a desempenhar atividades práticas, sendo que sua carga horária passa a ser de 6 horas por dia.

A duração do contrato é de 18 meses, no mínimo, a 24 meses, no máximo, segundo informações do banco. Ao final, o aprendiz não é contratado pois para ingressar nos quadros da Caixa a lei determina que o candidato preste concurso público. O último edital foi lançado em 2013 e ainda não há informações de quando acontecerá o processo seletivo, nem mesmo se haverá algum no ano de 2018.

inscrição jovem aprendiz caixa

Programa Jovem Aprendiz

A Caixa esclarece através de seu portal e do teleatendimento que o Programa Jovem Aprendiz – que contemplava quem tem mais de 22 anos – no momento não está sendo desenvolvido. As informações em redes sociais, sites de emprego e de instituições sem fins lucrativos que anunciam a iniciativa são inverídicas, segundo a instituição.

O banco informa que contrata adolescentes aprendizes atendendo às exigências para o cumprimento de cota a que toda empresa de médio e grande porte é obrigada pela Lei da Aprendizagem, publicada no ano 2000 pelo Governo Federal.