Leilão de Casa: Vale a Pena? Como Funciona?  

Leilão de casa, resumidamente, trata-se de uma venda pública, que permite a participação de qualquer pessoa física ou jurídica com idade de 18 anos ou mais. Nesse processo, quem fizer o maior lance acima do valor mínimo estipulado em cada lote vence e recebe o imóvel que estava sendo arrematado.

Primeiro, antes de investir em um leilão, é indispensável, saber exatamente o que é e como ele funciona. É importante compreender que existem dois tipos de leilão: o judicial e o extrajudicial, e saber que cada um oferece benefícios específicos.

Continue lendo este artigo e tenha todas as informações, a fim de avaliar se o investimento é rentável. Confira cada tópico a seguir, pois são informações valiosas para que você compreenda o funcionamento do Leilão:

  1. O que é e como funciona o Leilão de Casas?
  2. Quais as vantagens e desvantagens do Leilão de Casas?
  3. Vale a pena investir em Leilão de Casas?

O que é e como funciona o Leilão de Casas?

Leilão de Casa: Vale a Pena? Como Funciona?  

Primeiramente, é preciso conhecer os dois tipos de leilão: judicial e extrajudicial:

  •  Leilão Judicial: nesse caso, o imóvel é leiloado para quitar dívida do antigo proprietário, cobrada em juízo, ou seja, a origem é por meio de um processo judicial;
  • Leilão Extrajudicial: o imóvel leiloado pode ter diversas origens, como particular (pessoa física, jurídica ou instituição bancária), ou de alienação fiduciária (recurso que substituiu a hipoteca).

O imóvel é levado a leilão por falta de pagamento do financiamento no banco ou nas parcelas do imóvel comprado na planta, diretamente com a construtora. Com isso, esse bem acaba sendo dado como garantia para uma instituição financeira.

Procedimento do Leilão Judicial

Primeiramente, o leiloeiro faz a oferta pública do imóvel por edital, determinando a data e o horário da primeira e segunda praça e os valores de lance mínimo.

Para a segunda praça, caso não haja um comprador na primeira, ele estipula o valor de lance mínimo correspondente a 50% sobre o valor da avaliação. O juiz poderá estipular outro valor mínimo, desde que esse valor não seja menor do que 50%, pois seria considerado preço vil, podendo ser anulado o leilão.

Caso a segunda praça não tenha interessados, pode-se requerer novamente a outro leilão. A avaliação é realizada no próprio processo, por perito designado pelo juízo, ou por um oficial de justiça.

Como é feito o pagamento do imóvel de Leilão?

Antes a regra era que o pagamento devia ser realizado de imediato pelo arrematante, por depósito judicial ou por outro meio eletrônico aceito pelo leiloeiro. No entanto, hoje em dia, é possível fazer o parcelamento do imóvel.

Quais as vantagens e desvantagens do Leilão de Casas?

É verdade que muitas pessoas enxergam a oportunidade nesse investimento, mas costumam criar uma barreira de compra, quando se dão conta de que o imóvel pode estar ocupado, ou com dívidas.

Realmente, tomar conhecimento sobre essas questões pode assustar de início, mas tudo é bem mais simples do que parece, quando se tem organização e informações corretas. Adquirir um imóvel em leilão tem suas vantagens, confira as principais:

Economia/Preço

O leilão de imóveis se transformou em uma modalidade na qual os consumidores finais – que antigamente não consideravam efetuar a compra dessa forma -, se tornaram a maior parte dos clientes.

As oportunidades de compra podem chegar a 60% de desconto, o que atrai milhares de pessoas aos leilões diariamente. Além disso, as opções de pagamento variam de acordo com o detentor do bem, existindo até casos – em sua maioria de instituições financeiras – que permitem o parcelamento em 30, 45 e 60 vezes, além de fornecimento de desconto para pagamento à vista.

Transparência

Leilão de Casa: Vale a Pena? Como Funciona?  

Desde o momento da divulgação de um leilão, todas as informações são disponibilizadas. É realizado e disponibilizado um edital, que reúne dados como lance mínimo, proprietário, situação do bem, data, etc.

Ao ser transparente em suas informações, não há especulação visando a valorização do imóvel, tornando um negócio justo para ambas as partes, sem que ocorra nenhum tipo de vantagem de apenas uma das partes.
Segurança

Ao arrematar um imóvel em um leilão, o comprador recebe todas as orientações dos processos pós-compra, como condições de pagamento e comissão do leiloeiro. Além disso, aquele que está adquirindo a propriedade possui toda a segurança financeira, pois tem o direito de receber todo o valor pago de volta, caso a venda seja anulada ou impugnada, garantindo a integridade da transação.

Outro fator muito importante de ser ressaltado, é que a maioria das negociações é realizada e respaldada por Tribunais de Justiça e grandes instituições financeiras.

Vale a pena investir em Leilão de Casas?

Sim, desde que seja tomada todas as precauções necessárias, citadas neste artigo. Esse cuidado será útil para realizar uma compra segura, como avaliar o imóvel e ler o edital – são pequenas ações capazes de diminuir os riscos na hora de adquirir seu imóvel.