Publicitário: qual a formação, salário e mercado de trabalho

O publicitário cuida da criação de campanhas e peças publicitárias, trabalha para apresentar um produto ou serviço ao consumidor, promove sua venda ou garante a boa imagem da marca ou empresa junto ao público.

Além disso, o profissional pesquisa o perfil do público-alvo, levantando dados, como idade, escolaridade, renda, costumes e hábitos de consumo. Desenvolve a arte de embalagens, cria logotipos para produtos e empresas e produz material promocional impresso, como cartazes, outdoors e folhetos.

Um publicitário pode ser responsável por escolher a abordagem e os meios de comunicação mais adequados a uma campanha: anúncios, comerciais de rádio, TV e cinema, ou banners e pop-ups em sites da Internet. Cria os textos e as imagens para a publicidade impressa e roteiros de vídeos para campanhas de TV e Internet, sugere detalhes e coordena os trabalhos de produção. Depois da campanha, ainda avalia o impacto da propaganda sobre o consumidor.

Como você pode ver, as funções desse profissional são muitas, sendo que parte das atribuições dele é exercida por graduados em Marketing. E você pode ingressar na carreira como tecnólogo.

O que pode fazer

Publicitário: qual a formação, salário e mercado de trabalho

O profissional graduado no curso de Publicidade e Propaganda pode desenvolver suas atividades em:

  • Agências de Publicidade: nas áreas de criação (arte e redação), planejamento, mídia, pesquisa e mídias sociais;
  • Empresas Prestadoras de Serviço: como produtoras de vídeo, áudio e Internet, gráficas e estúdios de fotografia entre outros;
  • Empresas Privadas: nos departamentos de vendas e marketing, definindo estratégias ou fazendo a ponte entre a empresa e as agências de publicidade;
  • Consultorias: prestando serviços como consultor, para definir estratégias da marca;
  • Organizações Não Governamentais: atuando no desenvolvimento de campanhas de conscientização em prol de uma causa ou para levantamento de fundos, por exemplo;
  • Setor Público: definindo campanhas educativas ou promocionais para governos, estados e prefeituras.

Curso de Publicidade e Propaganda

O curso de Bacharelado em Publicidade e Propaganda dura, em média, quatro anos. A grade curricular varia bastante entre as faculdades e depende da ênfase do curso, que também pode ser chamado de Comunicação Social com Habilitação em Publicidade e Propaganda.

Algumas matérias mais comuns nesse curso são: antropologia, comunicação institucional, comunicação política, criação publicitária, direção de arte, fotografia publicitária, gestão estratégica de marketing, legislação e ética publicitária, língua portuguesa, marketing de relacionamento, pesquisa de mercado, psicologia da comunicação e semiótica.

Mercado de Trabalho

Atualmente, a criação publicitária é uma área com salários atraentes e também uma das mais concorridas. Principalmente nas grandes cidades, há excelentes oportunidades em agências de publicidade, promoção de feiras e convenções (que acontecem várias vezes, todos os anos) e na área de marketing de médias e grandes empresas. O mercado de publicidade on-line, nas áreas de mídias sociais, marketing digital e comércio eletrônico também oferece um excelente campo de atuação, estando muito em alta.

Os profissionais da publicidade não possuem um salário mínimo profissional único com validade em todo o Brasil. O que existe são acordos e convenções coletivas, firmadas entre as empresas do setor e os sindicatos da categoria em cada região do país.

De acordo com o Sindicato dos Publicitários de Brasília, nas empresas de Publicidade e Propaganda, o piso salarial é de R$ 788 para as funções administrativas e de R$ 1.331 para as funções técnicas. O sindicato entende que as funções técnicas são aquelas específicas do setor de publicidade, como áreas de criação, atendimento, planejamento, contato, mídia, estúdio, representantes de venda e produção gráfica e eletrônica.

A média salarial dos publicitários brasileiros varia bastante em cada região do país e a remuneração desses profissionais também depende da área de atuação, do porte da empresa e, claro, da experiência e qualificação individual.

De acordo com o site de empregos Catho, as vagas para publicitário pagam entre R$1.000 e R$3.500, com média salarial nacional de R$1.846.

Carreira de publicitário

Publicitário: qual a formação, salário e mercado de trabalho

A profissão do publicitário é regulamentada pela lei 4.680, de 18 de junho de 1965. De acordo com a legislação, para exercer a atividade, é obrigatório ter o diploma de curso superior na área, reconhecido pelo MEC. No entanto, outras medidas previstas nessa lei, como a existência de um Conselho Federal e Conselhos Regionais de Publicidade para fiscalizar a exigência do diploma e emitir o registro profissional, não foram tomadas. Com isso, é possível exercer a profissão de publicitário sem ter o diploma de nível superior. O profissional pode obter seu registro profissional junto ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), nas Delegacias Regionais do Trabalho (DRTs).

Atualização e qualificações constantes são fundamentais em qualquer carreira, e na publicidade não poderia ser diferente. O publicitário tem uma ampla oferta de cursos de aperfeiçoamento, congressos e seminários nacionais e internacionais e especializações de pós-graduação em diferentes áreas. Pesquisa de mercado, criação publicitária, neuromarketing, publicidade de mídia, produção publicitária, gestão publicitária, branding, marketing político e institucional são apenas alguns exemplos dessas possibilidades.

Ter ótimo relacionamento pessoal, criatividade, comprometimento com os resultados do cliente, saber trabalhar em equipe e compreender bem o negócio para o qual trabalha são algumas das características de um bom publicitário.

O mercado publicitário é dinâmico, competitivo e desafiador. Como o talento e os resultados alcançados estão entre os principais quesitos avaliados para a promover esses profissionais, não é incomum que jovens publicitários consigam uma rápida ascensão na carreira, podendo rapidamente ocupar cargos de destaque com bons salários.

Entre as áreas mais promissoras para quem inicia a carreira está a de mídias sociais e o gerenciamento da marca em ambientes digitais. A rápida evolução das novas tecnologias de comunicação e entretenimento oferecem boas oportunidades para estratégia da marca em ambientes digitais e e-commerce entre outros.