PV: história do partido, principais nomes e ideologias

O PV é um grupo político nacional, criado com inspiração no Partido Radical da Itália e no Partido Verde da Alemanha. Tal grupo apresenta-se como alternativa aos partidos tradicionais do Brasil, defendendo uma ecologia política.

A seguir, conheça mais sobre o PV e entenda ideologia/posicionamento político, informações que ajudarão a aumentar o seu conhecimento e dar suporte para a escolha do seu voto nas próximas eleições.

História do PV

PV: história do partido, principais nomes e ideologias.

O PV, que significa Partido Verde, foi fundado em 18 de janeiro de 1987, definindo-se como um grupo de pessoas adeptas à ecologia política, isto é, ao desenvolvimento e crescimento sustentável e igualitário do país.

Embora sua fundação oficial tenha sido em 1987, o grupo já atuava politicamente desde 1986, tendo participação expressiva nas eleições para o governo do Rio de Janeiro. Na época, Fernando Gabeira (integrante do PV) concorreu às eleições para o governo do estado do Rio de Janeiro, neste caso pelo PT (Partido dos Trabalhadores), permanecendo em terceiro lugar.

Desde esse fato, o PV começou a concentrar seus esforços no Rio de Janeiro, onde tem grande representatividade, e estreitou seu relacionamento com o PT, formando coligações com o partido e demonstrando um posicionamento mais esquerdista.

Somente em março de 1988, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) liberou o registro provisório do PV e o partido começou a participar oficialmente de eleições, sob legenda/código eleitoral 43, apresentando desempenho tímido, porém crescente, tendo maior sucesso em cargos para deputado.

Nas eleições de 2008, o PV atingiu um crescimento mais expressivo nas eleições, elegendo 75 prefeitos, inclusive um na capital, mais especificamente em Natal (Micarla de Sousa). Desde então, o partido vem alcançando números altos em eleições para prefeito, tendo, em 2016, conquistado 101 prefeituras pelo Brasil, sempre em municípios do interior de estados, como Bahia, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

No que se refere à candidatura ao cargo de presidente, o PV nunca atingiu tal posto, mas, a cada eleição, sua presença na mídia vem crescendo, com candidatos que conquistaram boa parcela de votos, porém não suficiente para participação em segundo turno.

Entre esses candidatos, destaque para Marina Silva, que nas eleições para a presidência de 2010 conquistou a terceira posição no primeiro turno, recebendo mais de 19 milhões de votos.

Ideologia do PV

A ideologia do PV é baseada na ecologia política, estimulando o desenvolvimento sustentável do país, sendo esta a única maneira de assegurar que o povo tenha uma sociedade mais igualitária, com acesso a necessidades básicas.

O partido defende a redução da desigualdade social, a garantia da democracia direta e do parlamentarismo, além de bandeiras que estão em constante debate na sociedade, como a descriminalização de drogas e a legalização do aborto.

Principais políticos filiados ao PV

PV: história do partido, principais nomes e ideologias.

  • Fernando Gabeira: fundador e um dos principais líderes do partido. Foi deputado federal pelo PV;
  • Alfredo Syrkis: um dos fundadores do partido. Foi vereador, secretário municipal de urbanismo e meio ambiente, quando esteve associado ao PV. Hoje, está no PSB, o Partido Socialista Brasileiro;
  • Carlos Minc: membro fundador do PV. Rompeu com o partido em 1989, unindo-se ao PT, para apoiar a candidatura de Lula;
  • Marina Silva: foi a candidata à presidência em 2010 e atingiu o terceiro lugar no primeiro turno, a melhor posição do PV em eleições para presidente. Atualmente, é filiada ao REDE – Rede Sustentabilidade;
  • Eduardo Jorge: candidato à presidência em 2014, não recebeu boa quantidade de votos, mas viralizou durante a campanha, por conta das respostas dadas em debates, conquistando o público.

O que é necessário para filiar-se ao PV

Toda pessoa que tem interesse em filiar-se ao PV deve atender a alguns requisitos básicos. Se não os cumprir, a filiação será negada, portanto, o candidato deve, necessariamente:

  • Ter a partir de 18 anos de idade;
  • Ser brasileiro;
  • Saber ler e escrever/ser alfabetizado;
  • Possuir título eleitoral e em situação regular;
  • Ter situação militar regularizada (homens, somente);
  • Possuir direitos políticos regulares, isto é, que não tenham sido suspensos ou definitivamente cortados.

Todo o processo de filiação é realizado diretamente em uma das sedes do Partido Verde, na cidade em que o interessado mora. Para saber o endereço e os dados de contato das unidades, acesse o site oficial do partido, disponível em http://pv.org.br/.