Simulador Minha Casa Minha Vida: Como Funciona?

O minha casa minha vida é um programa do Governo Federal, criado em 2009. O objetivo é proporcionar benefícios especiais, que possam auxiliar famílias de baixa a média renda a alcançarem o sonho da casa própria. Entre os benefícios encontram-se subsídios de até 90% e juros especiais para o financiamento. Com parcelas e condições melhores, o programa ajuda a movimentar a economia, além de tentar resolver o problema de moradia no país, englobando rendas familiares de até R$7.000,00, divididas em faixas.

No total, são quatro faixas com características e benefícios concedidos, de acordo com a renda familiar:

  • Faixa 1 – Família com renda de até R$1.800,00: essa categoria é a que possui maiores benefícios. Nela podem ser concedidos subsídios de até 90%, com financiamento de 120 meses e parcelas de até R$270,00, conforme a renda bruta familiar;
  • Faixa 1,5 – Família com renda de até R$2.600,00: nessa categoria, o subsídio pode chegar a R$47,5 mil. Os juros, de acordo com o site da Caixa, são de 5% ao ano, em um financiamento de até 30 anos;
  • Faixa 2 – Família com renda de até R$ 4.000,00: essa categoria pode ter subsídios de até R$29.000,00;
  • Faixa 3 – Família com renda de até R$7.000,00: neste caso, o programa confere ao beneficiário taxas de juros diferenciadas melhores que as praticadas no mercado.

Deve-se observar que os preços do imóvel também são restringidos de acordo com cada faixa, mas os valores variam de acordo com a cidade em que o imóvel que será adquirido está localizado.

Como funciona o simulador do Minha Casa Minha Vida

A Caixa disponibiliza, em seu site, um simulador, para que a pessoa interessada em comprar um imóvel analise as possibilidades de financiamento, obtendo informações quanto aos juros que serão praticados e uma prévia dos valores das parcelas:

  • Passo 1: acesse o site da Caixa http://www.caixa.gov.br/voce/habitacao/minha-casa-minha-vida/urbana/Paginas/default.aspx). Clique no botão “Simule aqui”. Informe se é pessoa física ou jurídica, selecione o tipo de financiamento (residencial/comercial), o valor do imóvel, o local do imóvel e se possui, ou não, um imóvel na cidade em que deseja comprar. Clique em “Próxima etapa”;
    Simulador Minha Casa Minha Vida: Como Funciona?
  • Passo 2: esta página é destinada aos dados pessoais. Deve ser informado CPF, telefone, renda familiar e data de nascimento. Depois, é possível selecionar se possui, ou não, 3 anos de trabalho sob o regime de FGTS, se já beneficiou-se de algum financiamento e se há mais de um comprador no imóvel. Clique em “Próxima etapa”.
    Simulador Minha Casa Minha Vida: Como Funciona?
  • Passo 3: esta etapa serve para informar se deseja, ou não, manter alguma forma de relacionamento com a Caixa. Ao selecionar uma das opções, os dados do seu financiamento são informados – desde prazo de financiamento, valor de entrada, valor financiado, taxas de juros e valores previstos de prestações.

É possível alterar as informações quanto aos valores do imóvel, até encontrar a condição ideal.

Dicas para utilizar o benefício

Para utilizar o benefício, o primeiro passo é saber em qual das faixas do programa você encontra-se. Para isso, basta analisar sua renda familiar mensal e enquadrá-la nas faixas, como já descrevemos.

Para as famílias que se enquadram na faixa 1, não é necessário comprovar renda, bem como não há consulta no cadastro de devedores. Porém, para ter direito ao benefício, é preciso inscrever-se na prefeitura da cidade ou em uma entidade organizadora, para participar de um sorteio. Caso seja selecionado, uma carta é enviada com as informações e os documentos que devem ser levados para dar continuidade ao financiamento.

Para as demais faixas, basta escolher o imóvel que deseja financiar e comparecer a uma das agências da Caixa, com os dados do imóvel e a documentação pessoal. Será feita uma simulação com as condições do financiamento e, caso a documentação seja provada, o contrato de financiamento é assinado.

Mas, atenção! O imóvel só poderá ser utilizado pelo titular do contrato. Além disso, o financiamento não será concedido para quem já tenha recebido um benefício do governo ou já seja proprietário de um outro imóvel. Além disso, pessoas que participaram do Programa de Arrendamento Residencial ou que financiaram ou estejam financiando um imóvel também não poderão participar. Ficam proibidas aos benefícios do programa pessoas que estejam inscritas no CADIN (Cadastro de Inadimplentes do Setor Público Federal).